Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos Relacionados aos Negócios

Estudos de caso das empresas membro da iniciativa Tendências em Serviços Ecossistêmicos (TeSE) no Ciclo 2015
COMPARTILHE

A iniciativa empresarial Tendências em Serviços Ecossistêmicos (TeSE) foi lançada em 2013 pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (GVces/EAESP-FGV) com a missão de apoiar o setor empresarial brasileiro na incorporação do capital natural na tomada de decisão de negócios. Desde então, a TeSE vem desenvolvendo, por meio de um processo de construção conjunta com suas empresas- membros, ferramentas destinadas à quantificação, valoração econômica e não econômica, e relato de externalidades no que se refere a serviços ecossistêmicos.

Em 2014, foram desenvolvidos dez projetos pilotos de aplicação das Diretrizes Empresariais para a Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos (DEVESE 2.0) e sua respectiva ferramenta de cálculo. Em 2015, dez novos casos empresariais de valoração de serviços ecossistêmicos foram desenvolvidos, sendo alguns deles a partir dos aprendizados anteriores, ampliando o escopo de 2014. Ainda, estes novos casos avançaram ao reportar seus resultados baseados nas Diretrizes Empresariais para Relato de Externalidades Ambientais (DEREA 1.0). 

Os objetivos da TeSE ao desenvolver e publicar casos empresariais de valoração econômica de serviços ecossistêmicos são:

  • avaliar se os procedimentos metodológicos adotados são adequados para representar a realidade prática dos negócios;  
  • avaliar se os procedimentos metodológicos são aplicáveis pela própria empresa, ou seja, demandam expertise técnica e esforço de coleta de dados que possam ser implementados, pelo menos parcialmente, sem necessidade de consultores externos;
  • capacitar as empresas membros da TeSE na utilização das DEVESE e sua ferramenta de cálculo; e
  • criar um conjunto de referências de aplicação prática das DEVESE e de valoração econômica ambiental no contexto empresarial, para outras empresas terem ideia da diversidade de situações para as quais esse tipo de análise pode ser útil, bem como para a diversidade de soluções que podem ser adotadas para adaptar as DEVESE a circunstâncias específicas que elas não contemplem.

Enfim, estes casos empresariais contribuem para a ampliação do hall de experiências empresariais em valoração de serviços ecossistêmicos e para o diagnóstico de oportunidades de melhoria das DEVESE e sua ferramenta de cálculo, ambos compromissos da TeSE. 

Nesta publicação são apresentados os resumos dos casos empresariais, além do reporte dos resultados em modelo baseado nas DEREA. Esta publicação não traz detalhamento de dados e cálculos utilizados, dada a complexidade e o caráter estratégico de algumas das informações utilizadas pelas empresas. Ainda assim, cumprem o objetivo desta publicação.

Acesso à publicação


Mais Lidos

Nenhum post encontrado.